Oracle deve apresentar Hurd como novo co-presidente

quarta-feira, 15 de setembro de 2010 11:28 BRT
 

Por Bill Rigby

SEATTLE (Reuters) - o presidente-executivo da Oracle, Larry Ellison, deve anunciar a chegada de seu novo co-presidente, Mark Hurd, antigo presidente-executivo da Hewlett-Packard, aos investidores na quinta-feira, quando a terceira maior produtora de software do mundo anunciar o que, na opinião dos analistas, deve ser uma alta sólida na receita, apesar da hesitação do mercado quanto aos gastos com tecnologia.

Ellison, que contratou Hurd depois que ele deixou a HP em função de um escândalo, no mês passado, também pode detalhar o que seu velho amigo deverá realizar na Oracle, à medida que a empresa integra a fabricante de hardware Sun Microsystems, adquirida recentemente.

Hurd terá sua primeira chance de conversar diretamente com investidores da Oracle, a despeito das tentativas da HP para impedir sua transferência com a alegação de que em seu novo posto ele revelará segredos comerciais da companhia.

"Há boa chance de Hurd se pronuncie durante a conversa", disse Richard Williams, analista da Cross Research, de Nova Jersey; para ele, a contratação de Hurd beneficiará a Oracle.

"O talento dele será útil para ajudar a extrair valor da aquisição da Sun. A estratégia toda da Sun vai propelir uma grande mudança que afetará as 10 ou 20 maiores empresas de tecnologia," disse Williams.

A Oracle, que concorre com a SAP e a IBM no software de negócios e para bancos de dados, também passou a concorrer com fabricantes de hardware como a HP, depois de tomar o controle da Sun, enquanto se esforça para combinar suas ofertas de hardware e software.

Ao produzir a "pilha" completa de produtos e serviços que seus clientes requerem, a Oracle tenta capturar uma fatia maior dos gastos com tecnologia, que três meses atrás pareciam firmemente a caminho de uma recuperação mas agora voltam a ser dúvida.

"Os negócios estão um pouco melhores, mas existem pontos fracos que se tornam perceptíveis em diversos lugares", disse Williams.

Para o trimestre encerrado em agosto --o primeiro do ano fiscal de 2011 na Oracle--, Wall Street antecipa que a empresa obtenha lucro de 37 centavos de dólar por ação, excluídos certos itens. A projeção se compara aos 30 centavos do trimestre anterior, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.