Computadores tablet são desafio para produtores de discos rígido

terça-feira, 5 de outubro de 2010 11:05 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Fabricantes de discos rígidos como a Seagate Technology e a Western Digital Corp podem registrar crescimento mais lento à medida que mais e mais consumidores trocam computadores convencionais por tablets, mas ainda não estão fora da jogada.

Com o Apple iPad e tablets de diversos outros fabricantes --da Hewlett-Packard à Research in Motion-- prontos a tomar mercado aos computadores nos próximos meses, a Seagate e outras companhias estão correndo para se adaptar a um futuro no qual menos consumidores usarão laptops; os computadores tablet empregam memória flash e não discos rígidos.

Mas nem tudo é negativo para os fabricantes de discos rígidos. O volume de vendas deve crescer em quase 17 por cento este ano, muitos dos usuários de tablets desejam um nível de armazenagem de dados que só um disco rígido pode prover e o setor de discos rígidos, muito enxuto, ganhou competência na gestão de estoques.

O analista da Wedbush Securities, Kaushik Roy, disse que a ameaça dos tablets é bastante real, e que começou a ser incorporada aos preços das ações de fabricantes de discos rígidos nos dois últimos meses.

"Não acreditamos que a incorporação tenha sido completa ainda", disse Roy. "As pessoas não perceberam a extensão ou profundidade da situação até agora."

"É preciso ter a noção de que algumas pessoas que antes teriam comprado um laptop agora vão optar por um tablet," disse.

Na semana passada, a RIM anunciou que planeja lançar um tablet chamado PlayBook no começo de 2011, o mais recente concorrente em um mercado já superpovoado e dominado pelo Apple iPad, que vendeu mais de três milhões de unidades até agora.

As vendas de tablets devem superar os 15 milhões de unidades este ano e disparar a 48 milhões em 2011, de acordo com o grupo de pesquisa iSuppli. A empresa acrescentou que isso pode resultar em perda de 18 por cento dos embarques de netbooks este ano.

A força do mercado de tablets pode reduzir em dois a três por cento os embarques mundiais de discos rígidos em 2010, de acordo com o grupo de pesquisa IDC.

Roy estima que as vendas de tablets podem reduzir em 10 a 11 centavos de dólar por ação o lucro de 2,11 dólares que os analistas previram em média para a Seagate em 2011; no caso da Western Digital, a perda seria de 20 a 25 centavos de dólar sobre lucro previsto de 3,95 dólares.