Google impressiona Wall Street com crescimento em publicidade

sexta-feira, 15 de outubro de 2010 16:52 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Mais de 12 corretoras elevaram suas metas de preço para as ações do Google após a divulgação dos resultados trimestrais da companhia, que mostram que o maior site de buscas do mundo conseguiu ampliar seus negócios para além das pesquisas na Internet, com os novos setores ganhando força na empresa.

O balanço do terceiro trimestre do Google, divulgado na quinta-feira, surpreendeu analistas, que esperavam resultados bem menores, levando suas ações a saltarem 10 por cento só na manhã desta sexta-feira.

Corretoras como BofA Merrill Lynch e J.P.Morgan elevaram suas metas de preço para as ações, além de alterar suas recomendações para "buy".

Analistas afirmaram que o otimismo se deve, especialmente, ao crescimento registrado nos setores de publicidade e móvel, algo que o mercado espera há tempos.

"O principal negócio da companhia tem bons níveis de crescimento, mas o que vem se tornando o mais interessantes é o rali nos setores menos ligados a buscas", disse o analista da Caris & Co, Sandeep Aggarwal, ao elevar sua recomendação para a companhia de "average" para "buy".

Investidores temiam que o Google, na busca por novas fontes de crescimento, estaria gastando demais em iniciativas como o sistema operacional para smartphones Android, aquisições e projetos de energia renovável de retorno incerto.

Mas o Google divulgou que suas operações móveis e de publicidade geraram uma taxa anualizada de receita de mais de 1 bilhão e 2,5 bilhões de dólares respectivamente, tirando o foco de seus investimentos em smartphones e projetos online.

"Não há muito do que reclamar nos resultados do Google, disse o analista Ross Sandler, da RBC Capital Markets, que elevou sua meta de preço das ações de 600 para 690 dólares.

Os negócios de publicidade online do Google incluem YouTube, o Google display network e as operações do DoubleClick. Já no setor móvel, a companhia opera buscas, aplicativos para celular e o AdMob.   Continuação...