Netflix tem forte crescimento de assinantes no trimestre

quinta-feira, 21 de outubro de 2010 09:50 BRST
 

Por Sue Zeidler

LOS ANGELES (Reuters) - A Netflix, serviço de locação online de vídeos e DVDs nos Estados Unidos, elevou projeção sobre número de assinantes, mas entre investidores as preocupações crescem sobre alta dos tarifas que terá de pagar aos estúdios para oferecer mais filmes e programas de TV.

A empresa pagou preço elevado para obter conteúdo em recentes parcerias com o canal de TV paga EPIX, com valor estimado em 1 bilhão de dólares, e com a NBC Universal, subsidiária da General Electric.

A companhia reportou resultados em linha com estimativas do mercado, mas analistas mostram preocupação sobre a força de crescimento da empresa no futuro.

"No momento a situação é a melhor possível para a Netflix, que oferece serviços em múltiplos aparelhos, e em meio ao fechamento de locadoras físicas de vídeo e a uma escalada do interesse dos consumidores por vídeos em formato stream", disse Barton Crockett, analista da Lazard Capital Markets.

"Eles estão sozinhos, como único serviço de vídeo significativo, mas a verdadeira questão, considerando o ano que vem, é como continuar nessa posição se levarmos em conta todas as grandes companhias de Internet que estão chegando para competir", disse Crockett.

A Netflix concorre com empresas como Hulu Plus; Redbox, da Coinstar, que deve lançar em breve um serviço de vídeo em formato stream; e Google e Amazon.com, que também chegaram ao mercado oferecendo serviços de vídeo por assinatura.

A Netflix elevou sua projeção de número de assinantes e receita no quarto trimestre. A expectativa é de chegar ao final do trimestre com entre 19 milhões e 19,7 milhões de assinantes, ante a estimativa anterior de 17,7 milhões a 18,5 milhões.

A projeção de receita ficou entre 586 milhões e 598 milhões de dólares, ante perspectiva anterior entre 580 milhões e 598 milhões de dólares.