Adobe pretende continuar independente, diz presidente--jornal

segunda-feira, 25 de outubro de 2010 08:34 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - A Adobe Systems pretende crescer de forma independente, disse seu presidente-executivo a um jornal alemão, após especulações de que a fabricante de software poderia ser alvo de aquisição da Microsoft.

"As perspectivas de crescimento da Adobe são tão grandes que nosso foco é agarrar as oportunidades como uma empresa independente", disse o presidente-executivo da Adobe, Shantanu Narayen, ao jornal Financial Times Deutschland nesta segunda-feira.

Em 7 de outubro as ações da Adobe dispararam depois que o jornal New York Times escreveu sobre especulações de que a empresa poderia ser alvo de compra pela Microsoft. No fechamento de sexta-feira, os papéis da Adobe ainda valiam quase 10 por cento mais do que antes da notícia do New York Times.

O New York Times tinha dito que o presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, havia se reunido secretamente com Narayen nos escritórios da Adobe em San Francisco recentemente.

Narayen afirmou ao Financial Times Deutschland que a Adobe está frequentemente em conversas com todas as grandes companhias de tecnologia para assegurar que seus produtos irão funcionar corretamente em todos os tipos de hardware e sistemas operacionais, incluindo o Windows da Microsoft.

(Por Ludwig Burger)