Juiz fecha serviço de compartilhamento de música Limewire

terça-feira, 26 de outubro de 2010 19:14 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Um juiz federal dos Estado Unidos acatou pedido da indústria musical nesta terça-feira para fechar o popular serviço de compartilhamento de arquivos Limewire por violação de direitos autorais, informou a companhia.

A decisão interrompe um dos maiores serviços de peer-to-peer, ou P2P, do mundo. A tecnologia peer-to-peer, ou P2P, permite que consumidores compartilhem músicas, filmes e seriados de graça pela Internet.

A decisão exige que o Limewire "desabilite as funções de pesquisa, download, upload, compartilhamento e/ou distribuição de arquivos, e/ou todas as funções do software", segundo o Limewire.

"Embora este não seja nosso caminho ideal, esperamos poder trabalhar juntos com a indústria musical para progredir", disse uma porta-voz do Limewire.

Fundado em 2000, o Limewire tem irritado as gravadoras devido aos milhões de fãs que usam o serviço como uma forma fácil de encontrar e baixar músicas gratuitamente.

A associação das gravadoras norte-americana, que representa as gravadoras, processou o Limewire alegando que o serviço gerou um prejuízo estimado de centenas de milhões de dólares.

(Reportagem de Yinka Adegoke)