Novo presidente da HP irá depor em julgamento da Oracle-SAP

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 10:11 BRST
 

Por Jim Finkle

OAKLAND, Califórnia (Reuters) - O novo presidente-executivo da HP irá depor no maior julgamento dos últimos anos no Vale do Silício, possivelmente respondendo a acusações de envolvimento no roubo de software da Oracle pela SAP.

Geoffrey Howard, advogado da Oracle, disse a um tribunal na terça-feira que Leo Apotheker, antigo presidente-executivo da SAP que assumiu o comando da HP na segunda-feira, deporia no importante julgamento; a credibilidade do executivo está em jogo.

A outra celebridade a servir como testemunha no julgamento será Larry Ellison, atual presidente-executivo da Oracle, um playboy bilionário conhecido por suas aparições públicas e pela paixão por veleiros e automóveis de corrida.

Na terça-feira se viram as declarações iniciais na mais aguardada batalha judicial do setor de tecnologia nos últimos anos. A SAP admitiu responsabilidade por download indevido de software da Oracle, mas as duas empresas discordam fortemente quanto ao montante que a SAP deveria pagar como indenização.

A SAP alega que Apotheker e outros executivos não estavam cientes de qualquer violação ao adquirir a TomorrowNow, e que haviam fechado a empresa logo que descobriram os delitos. Mas advogados da Oracle afirmaram que ao menos alguns funcionários da SAP estavam cientes das irregularidades antes que o processo fosse aberto.

Eles exibiram aos jurados uma troca de mensagens instantâneas entre duas funcionárias da TomorrowNow depois que a Oracle havia iniciado o processo.

"Fico imaginando quem aqui de dentro dedurou", escreveu Kimberly Martinez.

"Acho que fomos pegos", respondeu Kristin Paige no diálogo apresentado ao júri pela Oracle.

A HP não quis comentar se Apotheker iria ou não depor. Caso ele não compareça ao tribunal, em Oakland, Califórnia, a Oracle poderia utilizar um depoimento em vídeo que ele já concedeu.

O francês Apotheker está acostumado a controvérsias, tendo saído da SAP em meio a uma leva de queixas de clientes e investidores. Sua contratação pela HP surpreendeu algumas pessoas e inicialmente causou queda na cotação das ações da maior empresa mundial de tecnologia em receita.