November 5, 2010 / 7:02 PM / in 7 years

Amazon.com e eBay apostam em vendas de roupas no fim do ano

4 Min, DE LEITURA

Por Alexandria Sage

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Amazon.com e o eBay estão lutando por clientes dispostos a comprar roupas via Internet na temporada de festas de fim de ano, na esperança de impulsionar seus resultados com o lucrativo segmento.

O vestuário é atualmente a maior categoria individual de vendas online nos Estados Unidos, mas era virtualmente ignorada por ambas as companhias em favor de produtos como eletrônicos em anos anteriores.

Embora o eBay diga ser o maior vendedor de roupas via Internet em volume, não em valores, comparações com a Amazon.com não são simples de se fazer.

As vendas online de roupas em varejistas como Nordstrom ou Gap estão crescendo a uma taxa de dois dígitos, mas essas unidades ainda são relativamente pequenas.

A categoria de roupas e assessórios deve representar 14 por cento, ou 25 bilhões de dólares, do total de 173 bilhões de dólares em vendas projetadas pela Internet nos EUA em 2010, de acordo com a Forrester.

"Essa é a principal razão para explicar o motivo de Amazon.com e eBay estarem se concentrando nisso. Elas vêem tais projeções como um indicativo do tamanho do mercado e querem um pedaço dele", disse Sucharita Mulpuru, da Forrester.

Especialistas de Web acreditam que a Amazon.com, maior varejista online do mundo, é favorita para vencer a batalha, enquanto o eBay ainda tenta reorganizar seus negócios para ter uma imagem de um ambiente de negócios para venda de produtos novos, e não apenas um site de leilões de itens usados.

Com a proximidade das festas de fim de ano, ambas as empresas estão apostando que as melhorias implementadas para a experiência de compra de roupas via Internet --de visualização melhor em suas páginas a parcerias com designers-- irão garantir crescimento.

"Todas as mudanças e estratégias estão facilitando a escolha de produtos e a experiência de compra", disse o presidente-executivo da ChannelAdvisor, que ajuda varejistas em suas vendas na Internet, Scot Wingo.

O quarto trimestre representa por uma parcela relevante das vendas e dos lucros da maioria das varejistas. Analistas esperam que a Amazon.com registre aumento de 35 por cento nas vendas de outubro a dezembro, enquanto no eBay o crescimento deve ser de 4,5 por cento.

Historicamente, a categoria de roupas não foi um bom negócio para Amazon.com e eBay, disse a presidente-executiva da theFind.com, ambiente online de negócios, Siva Kumar.

Em vez disso, as empresas colocaram o foco na comercialização de produtos mais fáceis de se vender, como eletrônicos ou livros, no caso da Amazon.com.

Roupa não é algo simples de se oferecer na Web. Enquanto aparelhos celulares e eletrodomésticos têm números e modelos ou livros e CDs têm títulos que são facilmente catalogados para venda online, a descrição de roupas é complicada e algumas vezes subjetiva.

Tamanhos, estilos, cortes, detalhes --esta cor é vermelho ou vermelho terra?-- fazem o ato de catalogar roupas na Internet um pesadelo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below