Nokia e Siemens não encontram investidor para joint venture

sexta-feira, 12 de novembro de 2010 14:38 BRST
 

Por Nadia Damouni e Tarmo Virki

NOVA YORK/HELSINKI (Reuters) - A Nokia e a Siemens não obtiveram muito progresso, depois de mais de três em meses de negociações, em seus esforços para encontrar um parceiro dotado de bons recursos financeiros como investidor em sua joint venture de equipamentos para telecomunicações, que enfrenta problemas.

As empresas informaram em agosto que haviam iniciado negociações com grupos de capital privado para vender uma participação na Nokia Siemens Networks , sem abrir mão de sua presença majoritária, mas as duas divergem quanto ao preço possível, disseram fontes familiarizadas com as negociações.

A joint venture registrou novo prejuízo no trimestre passado, e está enfrentando dificuldades para sair do vermelho em um setor no qual empresas chinesas agressivas muitas vezes determinam o nível de preços.

Nokia e Siemens inicialmente convidaram quatro ou cinco potenciais sócios no setor de capital privado a participar do processo, três meses atrás, mas as conversações ainda são vistas como preliminares, informaram as fontes, acrescentando que o Bank of America assessora a Nokia e o Morgan Stanley assessora a Siemens. Os dois bancos preferiram não comentar.

"Normalmente, quando transações passam mais de dois meses nesse estágio, a indicação é de que nada de emocionante está acontecendo," disse uma fonte.

Entre os grupos de capital privado que estariam considerando um investimento estariam, ao que se sabe, Blackstone, TPG Capital e Bain Capital.

Um porta-voz da Nokia se recusou a comentar sobre o teor das discussões.

"Como informamos, continuamos abertos e dispostos conversar com outras pessoas sobre a NSN, para atrair capital e outros ativos industriais," declarou o porta-voz.   Continuação...