Google vai contratar mais de 2.000 funcionários

sexta-feira, 19 de novembro de 2010 09:42 BRST
 

Por Alexei Oreskovic

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O Google planeja contratar mais de duas mil pessoas em todo o mundo, ampliando sua força de trabalho à medida que se expande a novos mercados e disputa talentos com rivais de crescimento mais rápido.

O maior serviço mundial de buscas na Internet, cujo vice-presidente financeiro disse a investidores em setembro que o setor estava travando uma "guerra pelo talento", tem vagas em aberto para 2.076 pessoas em seu site, de acordo com um levantamento da Reuters.

O número de vagas é quase seis vezes mais alto que o encontrado em pesquisa semelhante realizada em março de 2009.

A onda de contratações acontece em meio às mais de 20 aquisições realizadas pela empresa até agora este ano, que ajudaram a ampliar o quadro do Google a mais de 23,3 mil funcionários no final de setembro, alta de quase 18 por cento ao longo de 2010.

"Estamos acelerando nossas contratações e o número de vagas abertas, nos últimos 12 meses", disse Jordan Newman, porta-voz do Google.

Ele não comentou sobre o número exato de vagas, mas disse que a página de ofertas de emprego do site estava completamente atualizada e que era monitorada com cuidado.

O Google, que detém cerca de dois terços do mercado mundial de buscas na Internet, está em atrás de novas oportunidades de crescimento em diversos mercados, entre os quais o sistema operacional Android para celulares inteligentes, publicidade online convencional e software de produtividade para uso online.

Essas incursões surgem enquanto a empresa luta para conter o avanço do gigante das redes sociais Facebook, que está desafiando o Google na conquista das verbas publicitárias e dos talentos de engenharia, bem como a Apple, no mercado celular.

Este mês, o Google anunciou internamente planos para conceder a todos os seus funcionários um aumento de 10 por cento em 2011, de acordo com reportagens, decisão que muita gente no setor interpretou como esforço para reter seus melhores funcionários.

As vagas atualmente disponíveis no Google se destinam primordialmente a engenheiros e pessoal de vendas, e cerca de metade delas são para postos nos Estados Unidos. Alguns dos empregos são definidos como temporários, mas a maior parte parece permanente.