Irã diz que ciberataque causa problemas em centrífugas de urânio

segunda-feira, 29 de novembro de 2010 14:29 BRST
 

TEERÃ (Reuters) - Inimigos do Irã usaram um programa de computador para causar problemas "limitados" em centrífugas usadas no enriquecimento de urânio em algumas instalações do país, afirmou o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, nesta segunda-feira.

"Eles criaram com sucesso problemas em um número limitado de centrífugas com o software que instalaram nos componentes eletrônicos", afirmou Ahmadinejad a jornalistas, na primeira admissão pública do país de que um vírus atingiu seus equipamentos.

"Felizmente nossos especialistas descobriram e hoje eles não podem fazer mais isso", disse o presidente iraniano.

O Irã suspendeu temporariamente o trabalho de enriquecimento de urânio este mês, afirmou um órgão das Nações Unidas na semana passada. O anúncio foi feito poucos dias depois que o ex-chefe da Agência Internacional de Energia Atômica, Olli Heidonen, disse que a república islâmica teve problemas com o equipamento usado em seu programa nuclear e que o vírus de computador Stuxnet poderia ser a causa.

Em setembro, o Irã afirmou que o Stuxnet, que especialistas afirmam que pode ter sido criado por um Estado, não afetou usina nuclear ou sistemas governamentais mas atingiu computadores da equipe na instalação e provedores de Internet.