Amazon, eBay e Google investem em serviços locais

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010 10:34 BRST
 

Por Alexandria Sage

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Amazon.com e o eBay estão investindo em serviços locais de Internet, embarcando no cada vez mais popular e lucrativo negócio de atender aos consumidores e lojas locais.

A Amazon, maior empresa de varejo online do mundo, planeja investir 175 milhões de dólares na LivingSocial, que oferece cupons de desconto online, enquanto a gigante do comércio eletrônico eBay está adquirindo a Milo.com, que permite que usuários determinem se os itens que procuram estão disponíveis em lojas locais.

As maiores empresas da Internet têm em sua mira agora o crescente negócio dos serviços locais, quer por meio de ofertas diárias --o segmento de mais rápido crescimento no comércio online, de acordo com algumas estimativas-- ou de serviços de busca no comércio local.

Há informações de que o Google estaria ávido por adquirir o site de cupons locais de desconto Groupon por até seis bilhões de dólares, para atingir um mercado de publicidade local que as estimativas indicam deva superar os 90 bilhões de dólares este ano.

"É a mania do comércio local", disse Colin Gillis, analista da BGC Partners. "As pessoas estão ocupando posições estratégicas nesse mercado. É isso que vem acontecendo."

A LivingSocial também obteve investimento de oito milhões de dólares junto à Lightspeed Venture Partners. A empresa anunciou que no momento vem registrando receita de mais de 1 milhão de dólares ao dia, e que antecipa que sua receita exceda os 500 milhões de dólares em 2011.

As transações locais são "a categoria mais enérgica e de mais rápido crescimento no comércio eletrônico, hoje", disse Jeremy Liew, diretor executivo da Lightspeed.

"Eles não temem realizar grandes apostas na direção que acreditam estar sendo tomada pelo futuro da Internet", acrescentou, sobre a Amazon.

Gillis acautelou que a competição crescente pode reduzir os atrativos de sites de cupons de desconto como o Groupon, LivingSocial e Scout Mob, que dividem o valor de face das ofertas com parceiros locais. O Groupon em geral o faz meio a meio, mas a concorrência pode reduzir a porcentagem para os sites de descontos.

"Teremos de ver se essa mania se sustenta", disse. "A concorrência ainda não reduziu as margens."