Base de celulares no Brasil cresce 1,59% em novembro, diz Anatel

terça-feira, 21 de dezembro de 2010 18:11 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A base de telefones celulares no Brasil cresceu 1,59 por cento em novembro em relação a outubro e 16,36 ante o mesmo período do ano passado, totalizando 197,53 milhões de acessos em operação, segundo números divulgados nesta terça-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Segundo a agência reguladora, atualmente existem 101,96 celulares por grupo de cem habitantes no Brasil. "Há mais de um celular por habitante nas regiões Centro Oeste, Sudeste e Sul", disse.

Em novembro foram adicionadas 3,09 milhões de novas habilitações no país. Além disso, a Anatel informou que no mês passado foram registrados no Brasil 19,45 milhões de acessos à banda larga móvel.

A Vivo, unidade de telefonia móvel da Telefónica no Brasil, terminou novembro com market share de 29,8 por cento, mantendo-se na liderança do mercado, com 58,9 milhões de clientes. Entretanto, a companhia mostrou recuo, visto que em outubro a participação era de 30,03 por cento.

A Claro, braço brasileiro de telefonia celular do conglomerado América Móvil, terminou o mês passado com 25,55 por cento de fatia de mercado, contra 25,58 por cento em outubro, com 50,5 milhões de clientes.

A TIM Participações teve novamente o maior ganho em market share do período entre as quatro maiores operadoras. Em novembro a operadora tinha 24,91 por cento do mercado, contra 24,67 por cento em outubro, totalizando 49,2 milhões de clientes.

A Oi, empresa em que a Portugal Telecom fez acordo para adquirir participação, fechou o décimo primeiro mês do ano com participação de mercado de 19,38 por cento, contra 19,35 por cento em outubro, chegando a 38,3 milhões de clientes.

(Por Carolina Marcondes)