Editoras de livros podem sofrer se Borders fechar as portas

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 15:35 BRST
 

Por Jennifer Saba e Phil Wahba

NOVA YORK (Reuters) - As editoras que já vinham sofrendo com as baixas vendas e os preços baixos de livros eletrônicos terão ainda mais problemas caso a segunda maior cadeia de livrarias dos Estados Unidos venha a fechar as portas.

Na semana passada, o Borders Group anunciou que postergaria os pagamentos a alguns fornecedores, incluindo editoras e distribuidoras de livros, enquanto procura novas fontes de financiamento para evitar violar os termos de seus acordos de crédito, no início de 2011.

Os problemas da Borders poderiam afetar as editoras, agentes e escritores, caso suas mais de 600 lojas venham a fechar as portas.

"Isso teria impacto significativo, concreto e imediato sobre as vendas", disse um executivo editorial que pediu que seu nome não fosse revelado, porque suas relações de negócios com a Borders são confidenciais. "Nós simplesmente venderíamos menos livros. Ponto."

Cadeias tradicionais de livrarias como a Barnes & Noble e a Borders respondem por cerca de 49 por cento dos livros vendidos nos EUA, de acordo com Albert Greco, professor de marketing na Fordham University que acompanha as tendências editoriais e de varejo.

Embora os consumidores possam recorrer a outras cadeias de varejo, como o Wal-Mart, para seus livros, a seleção disponível costuma ser menor.

O Wal-Mart, por exemplo, oferece entre 1,4 mil e 1,7 mil títulos, disse Greco, enquanto as superlojas da Borders têm mais de 100 mil títulos em estoque.

"Caso a empresa feche, seria um golpe pesado... Toda a cadeia de valor sofreria impactos adversos", disse Greco.

Editoras grandes como a Penguin, da Pearson; a Simon & Schuster, da CBS; a Random House; e a HarperCollins, da News Corp, perderiam entre 10 milhões de dólares e 50 milhões de dólares em faturamento caso a Borders quebre, disse Greco. Algumas editoras menores poderiam se ver forçadas a fechar.

Muitas editoras esperam receber pelos livros já fornecidos à Borders.