ARM diz que Microsoft precisa dela nos celulares

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011 10:40 BRST
 

Por Gabriel Madway

LAS VEGAS (Reuters) - A Microsoft planeja tornar o Windows compatível com os projetos de chips da ARM Holdings, o que ajudará a gigante do software a estabelecer presença forte nos celulares inteligentes e computadores tablet, disse o presidente da ARM.

A Microsoft vem demorando para ganhar destaque no mercado móvel, dominado por Apple, Google e Research In Motion, mas ainda não é tarde demais, disse Tudor Brown, em entrevista à Reuters.

A Microsoft anunciou esta semana que criará uma versão do Windows compatível com os processadores de arquitetura ARM, decisão vista como reconhecimento de que a computação está se afastando dos computadores pessoais, dominados por chips da Intel.

"No caso da Microsoft, já há algum tempo a questão era de determinar quando eles tomariam essa decisão, e não de se a tomariam, e o momento é agora", disse Brown durante a feira Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas. "Temos informado a Microsoft e insistido junto a ela já há algum tempo."

A ARM licencia sua arquitetura de processadores para uso por companhias como Marvell e Qualcomm, que a utilizam para produzir chips que vieram a dominar o mercado de celulares inteligentes.

Os chips padrão ARM também lideram nos computadores tablets. Diversas empresas, entre as quais Motorola e Toshiba, estão exibindo tablets equipados com processadores padrão ARM, na CES.

A Intel, aliada de longa data da Microsoft, não obteve grande sucesso em esforços para ingressar no mercado de celulares inteligentes e tablets porque seus processadores são vistos como menos eficientes que os chips ARM em termos de consumo de energia.

"A Microsoft precisa da ARM para ter chances no mercado da Internet móvel", disse Brown.

Na CES, a fabricante de placas gráficas Nvidia anunciou que usará a arquitetura da ARM para projetar processadores centrais, desafiando a Intel em seu principal mercado.