Feira tem onda de novos tablets, mas nenhum páreo para o iPad

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011 18:47 BRST
 

Por Gabriel Madway

LAS VEGAS (Reuters) - Era mais fácil encontrar um tablet que um táxi em Las Vegas esta semana.

Concorrentes decididos em impedir que a Apple domine o mercado de tablets do mesmo jeito que fez com tocadores de música desencadearam uma onda de lançamentos do aparelho com tela sensível a toque na Consumer Electronics Show (CES).

Até pode aparecer um tablet à altura do iPad em 2011. Mas a feira em Las Vegas apenas ressaltou a dificuldade que os rivais da gigante de tecnologia enfrentam.

Do mar de tablets exibidos na CES, os aparelhos da Motorola e da Research in Motion (RIM) foram os principais destaques. Porém, nenhum deles tem o potencial de superar o iPad, segundo analistas.

O presidente-executivo da Freescale Semiconductor , que fabrica chips para tablets, Riche Beyer, disse em entrevista que os competidores da Apple ainda estão testando o mercado. "Acho que muitas pessoas esperam que esse mercado não acabe como o que ocorreu com a Apple e o mercado de MP3."

A concorrência já está tentando alcançar a Apple, depois que a empresa de Steve Jobs saiu na frente e se estabeleceu como nome forte no mercado de tablets, sacrificando sua preciosa margem de lucros ao vender o iPad a preços a partir de 500 dólares nos Estados Unidos.

Não há dúvidas de que há espaço no mercado para outros tablets, especialmente para telas de tamanhos diferentes e no mercado corporativo, onde a Apple tradicionalmente faz pouco sucesso. E a onipresença do sistema operacional Android, do Google, no mercado de tablets o torna uma plataforma que a Apple não pode ignorar.

A expectativa é que as vendas de tablets tripliquem, fechando 2011 com a comercialização de 50 milhões de aparelhos, com a Apple vista como dominante no mercado.

Apesar do forte início da Apple, ninguém espera que as rivais fiquem paradas. A japonesa Sony disse que espera se tornar a segunda maior vendedora de tablets em 2012, mas foi uma das empresas que falhou em mostrar qualquer produto de potencial na CES.