Tablets mostrados na CES não são capazes de matar o iPad

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 13:15 BRST
 

Por Gabriel Madway

LAS VEGAS (Reuters) - Na semana passada, em Las Vegas, encontrar um tablet era mais fácil que encontrar um táxi.

Rivais determinados a impedir que a Apple domine o mercado de computadores tablet da mesma maneira que fez com o mercado de players digitais de música lançaram um maremoto de aparelhos dotados de telas de toque durante a Consumer Electronics Show (CES).

Este ano bem pode produzir um concorrente viável para o Apple iPad. Mas a CES só serviu para enfatizar a seriedade do desafio que eles enfrentam.

Do grande número de tablets exibidos na CES, os modelos apresentados pela Motorola e Research in Motion (RIM) se destacaram. Mas nenhum conseguiu se posicionar como matador de iPads, disseram os analistas. Alguns fornecedores mais preguiçosos parecem ter usado a feira como quadro-negro para mostrar ideias pouco desenvolvidas.

Rich Beyer, presidente-executivo da Frescale Semiconductor, que fabrica chips para computadores tablet, declarou em entrevista anterior à CES que as rivais da Apple ainda estão testando o mercado.

"Creio que muita gente está esperando que esse mercado não venha a ser como o do MP3, para a Apple", acrescentou.

Os rivais já começam com atraso, depois que a Apple agiu de modo agressivo para estabelecer o mercado de tablets, sacrificando a margem de lucro que a empresa sempre considerou como fundamental a fim de oferecer o iPad ao preço de 500 dólares.

Sem dúvida existe oportunidade para outros tablets, especialmente no caso de tamanhos de tela diferenciados e no mercado empresarial, no qual a Apple tradicionalmente não encontra grande sucesso. E a onipresença de tablets baseados no sistema operacional Google Android faz dele uma plataforma que a Apple não poderá ignorar.   Continuação...