Intel paga US$1,5 bi à Nvidia para encerrar processo

terça-feira, 11 de janeiro de 2011 10:00 BRST
 

Por Noel Randewich e Dan Levine

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Intel pagará à fabricante de processadores gráficos Nvidia 1,5 bilhão de dólares pelo uso licenciado de sua tecnologia, o que encerrará uma disputa judicial e abrirá caminho a uma melhor concorrência nos processadores para computadores.

O acordo representou grande vitória para a Nvidia, causando alta em suas ações depois do fechament1o dos pregões, como reconhecimento do valor de sua tecnologia gráfica para a Intel.

O acerto dá à Intel, maior fabricante mundial de chips, o direito de usar a tecnologia da Nvidia em seus chips para computadores, em um período no qual o processamento gráfico vem ganhando importância.

A Nvidia poderá usar certas tecnologias da Intel em seu esforço para criar chips para computadores com tecnologia licenciada pela ARM Holdings, do Reino Unido.

Muitos investidores antecipavam um acordo, mas não estava claro que montante a Intel pagaria à Nvidia, e o pagamento de 1 bilhão de dólares não havia sido incorporado à avaliação das ações da Nvidia, disse Kevin Cassidy, analista da Stifel Nicolaus.

Na semana passada, a Nvidia anunciou que desenvolveria um processador central para computadores com base em tecnologia ARM, sob o codinome "Projeto Denver", para uso em toda gama de máquinas, de estações de trabalho a supercomputadores, em desafio direto à Intel.

O acordo anunciado no final da segunda-feira não confere à Nvidia o direito de produzir processadores centrais que utilizem a cobiçada tecnologia "x86" da Intel.

"Esse não é nosso negócio central e nem temos a intenção ou estratégia de desenvolver esse tipo de coisa", disse Jen-Hsun Huang, presidente-executivo da Nvidia, em conversa telefônica com analistas.

A Nvidia se especializa em processadores que são ideais para processamento gráfico complexo, e os vem promovendo para uso em outras tarefas matemáticas complexas, tais como diagnósticos médicos por imagem e previsão do tempo.

Enquanto os processadores centrais tradicionais dos computadores, ou CPUs, são produzidos para realizar cálculos pesados rapidamente, os processadores gráficos, ou GPUs, oferecem desempenho excelente na realização simultânea de diversos cálculos menores, o que os torna ideais para certas tarefas específicas.