Empresas vão comprar 10 milhões de tablets em 2011, diz Deloitte

terça-feira, 18 de janeiro de 2011 10:58 BRST
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - Um volume de mais de 10 milhões de computadores tablet será comprado por companhias de todo o mundo este ano, afirma levantamento da consultoria Deloitte que vai na linha de recente estudo do Gartner, que vê um mercado global para o iPad subindo a 55 milhões de unidades este ano após 19,5 milhões em 2010.

"Apesar de alguns observadores considerarem os tablets como dispositivos de pouco poder de processamento e voltados apenas para consumo de mídia... em 2011, mais de 25 por cento de todos os tablets serão comprados por empresas e esse número deve crescer em 2012 e depois disso", afirma a Deloitte em previsão anual do setor.

Se consumada, a previsão marcará a abertura do mercado para o Play book, da Research in Motion, que será lançado em fevereiro ou março e tem recebido avaliações iniciais positivas depois que a fabricante do BlackBerry entregou versões do produto para demonstração durante a feira de tecnologia CES.

A Deloitte informou que os setores de saúde e varejo sozinhos podem comprar cerca de 5 milhões de tablets este ano.

O surgimento do mercado de computadores tablet, aliado ao crescimento forte do segmento de celulares inteligentes, implica que em 2011, pela primeira vez, as vendas de computadores pessoais vão representar menos da metade de todo o mercado de aparelhos de computação, afirma a Deloitte.

"O ano de 2011 marca o ponto de virada", afirma a consultoria.

A Deloitte prevê que as vendas de smartphones somem 375 milhões de aparelhos em 2011 e que o mercado de tablets alcance as 50 milhões de unidades. Enquanto isso, as vendas combinadas de desktops, laptops e netbooks devem ser de 390 milhões de aparelhos, pelas contas da consultoria.