Nintendo diz que reação a alerta sobre 3D foi exagerada

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011 09:43 BRST
 

Por Liana B. Baker

NOVA YORK (Reuters) - Um importante executivo da Nintendo disse que a reação a um alerta de saúde quanto ao novo sistema de videogame portátil 3D da empresa foi exagerada, e descreveu como rotineiro o alerta que prejudicou as ações da companhia duas semanas atrás.

A Nintendo alertou que o seu 3DS, que chegará às lojas em 27 de março nos Estados Unidos, poderia prejudicar a vista de crianças pequenas, e aconselhou que crianças abaixo dos seis anos de idade só joguem em modo 2D.

O alerta, que foi divulgado em japonês no site da empresa, terminou retransmitido por veículos de mídia e blogs e deflagrou uma onda de vendas de ações da Nintendo que durou três dias, duas semanas atrás. Algumas pessoas criticaram a empresa pelo alerta, afirmando não haver provas médicas de que o 3D prejudique os olhos das crianças.

Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America, minimizou as preocupações durante um evento promocional em Nova York, na quarta-feira, afirmando que outros aparelhos de uso doméstico fazem alertas semelhantes.

"A reação foi certamente um pouco exagerada", disse Fils-Aime em entrevista à Reuters.

Ele acrescentou que as crianças com sete anos de idade ou mais "podem certamente desfrutar dos recursos 3D".

A Nintendo está fazendo uma aposta pesada no 3DS, que não requer o uso de óculos especiais, mas enfrenta concorrência muito mais severa do quando lançou outros sistemas portáteis de videogame que ganharam destaque, entre os quais o Game Boy, em 1989, e o DS, em 2004.

O aparelho, que custará 249,99 dólares, poderá executar jogos e exibir vídeos 3D, e tirar fotos 3D, sem que o usuário precise de óculos -recursos que os analistas acreditam permitirão que a companhia ganhe vantagem sobre a Apple.   Continuação...