Intel deve obter aval da União Europeia para compra da McAfee

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011 20:21 BRST
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - A Intel deve obter permissão da União Europeia na semana que vem para a compra da McAfee, fabricante de software de segurança, por 7,68 bilhões de dólares, após fazer mais concessões para amenizar as preocupações antitruste, segundo informaram nesta quinta-feira duas fontes com conhecimento do assunto.

A empresa já assegurou autorização da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês) para adquirir a McAfee, segundo provedor mundial de software antivírus, atrás da Symantec. Outros competidores da McAfee incluem a finlandesa F-Secure e as companhias alemãs Avira e G Data.

A Intel, maior fabricante mundial de chips, fez algumas concessões à Comissão Europeia e recentemente propôs mais providências em resposta a reclamações dos rivais da McAfee de que as concessões eram insuficientes, disseram as fontes.

"É provável que a autorização da Comissão saia na semana que vem", informou uma delas.

A segunda fonte afirmou que as concessões se referem, principalmente, às funções de operabilidade sem restrições entre os produtos da Intel e da McAfee.

Na semana passada, o presidente-executivo da Intel, Paul Otellini, afirmou que a aquisição deve ser concluída no primeiro trimestre se a Comissão não solicitar mais informações a respeito.

O porta-voz da Intel Chuck Mulloy disse à Reuters nesta quinta-feira que a Intel espera que a transação seja concluída "antes da metade do ano", mas não comentou sobre novas concessões.

A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia, teme que a Intel possa incorporar certos elementos da tecnologia contra vírus em seus amplamente utilizados microprocessadores para computadores pessoais. Isso resultaria numa competição injusta, disseram à Reuters duas outras pessoas a par do assunto no início do mês.   Continuação...