IBM destaca aplicativos sociais no PlayBook da RIM

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 19:49 BRST
 

Por Alastair Sharp

TORONTO (Reuters) - A IBM quer tomar o lugar da Microsoft e seus negócios de software para desktop com as versões atualizadas de seus programas Lotus, criados para otimizar o potencial de mobilidade e colaboração da chamada "cloud computing", ou computação em nuvens.

A gigante de computação convidou o co-presidente-executivo da Research In Motion (RIM) Jim Balsillie a participar da conferência Lotusphere da IBM em Orlando, nesta segunda-feira, para demonstrar os novos softwares da IBM no tablet ainda não-lançado da RIM, o PlayBook.

Tanto as já famosas gigantes de tecnologia quanto empresas mais novas do setor visam lucrar com o cloud computing --em que a tecnologia da Internet é usada para tirar o computador do desktop e colocá-lo em centros de dados remotos. O crescimento da computação em nuvem tem muito a ver com o boom dos smartphones e dos tablets, especialmente entre clientes corporativos.

Balsillie mostrou como o usuário do PlayBook pode receber e-mails de um contato do programa de e-mail do Lotus e rapidamente já checar seu perfil no Lotus Connections, convidando-o para uma rede social.

A IBM disse ainda que o lançamento da versão "em nuvens" do LotusLive Symphony, uma suite de programas de escritório, permitirá a co-edição de documentos por mais de um usuário de diversos locais diferentes.

O Symphony será disponibilizado na segunda metade de 2011 para aparelhos RIM e Apple, além de smartphones Nokia e aparelhos que operam com o Android, do Google.

 
<p>O tablet Blackberry PlayBook exposto na feira internacional CES, em janeiro de 2011, em Las Vegas. 07/01/2011 REUTERS/Steve Marcus</p>