Panasonic vai cortar mais custos após queda no lucro

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 11:30 BRST
 

Por Isabel Reynolds

TÓQUIO (Reuters) - A Panasonic planeja cortar mais custos para competir com rivais sul-coreanos incluindo a Samsung depois que forte competição de preços em televisores e iene valorizado pressionou o lucro do grupo no trimestre.

Custos mais altos com matérias-primas também contribuíram com a queda de 5,6 por cento no lucro do terceiro trimestre fiscal, minimizando o efeito positivo do programa de incentivo do governo japonês durante a temporada de compras de fim de ano.

A Panasonic, quarta maior fabricante mundial de televisores depois de Samsung, LG Electronics e Sony, está enfrentando dificuldades para ganhar terreno nos mercados de smartphones e computadores tablet, dominados por Apple.

"A partir de outubro em diante, enfrentamos substanciais quedas de preços (de televisores) no mundo todo com a competição com Samsung e LG", disse Makoto Uenoyama, a jornalistas.

A Panasonic teve lucro operacional de 95,36 bilhões de ienes (1,17 bilhão de dólares) no trimestre de outubro a dezembro, abaixo do ganho de 109,1 bilhões de ienes previsto em média por seis analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S.

Uenoyama afirmou que a companhia adotou medidas no mês passado para cortar custos de produção de novas TVs por meio de uso de sistema de produção modular em fábricas da Ásia e uso de mais componentes produzidos no continente.