Católicos não podem se confessar pelo iPhone, diz Vaticano

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011 12:28 BRST
 

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - Os católicos não podem fazer suas confissões por meio do iPhone e a tecnologia não substitui a presença física quando se admite os pecados a um padre, disse um porta-voz do Vaticano nesta quarta-feira.

O comunicado do padre Frederico Lombardi foi divulgado depois do lançamento de um aplicativo do iPhone criado para ajudar os católicos na confissão exigida pela Igreja Católica nos Estados Unidos.

"Não se pode falar de forma alguma de confessar pelo iPhone", disse Lombardi nesta quarta-feira, acrescentando que a confissão requer a presença do penitente e do padre.

"Isso não pode ser substituído por nenhum aplicativo de TI", afirmou.

"Confissão: o aplicativo "Roman Catholic", pensado para ser o primeiro aprovado por uma autoridade da Igreja, acompanha os católicos pelo processo de sacramento e contém o que a empresa responsável pelo programa considera ser "uma avaliação personalizada da consciência para cada usuário".

O aplicativo não foi criado para substituir as confissões presenciais, mas ajuda os católicos no processo de admitir pecados aos padres em uma cabine de confissão.

Artigos divulgados sobre a aprovação do produto pela Igreja Católica nos EUA diziam que a confissão agora seria possível pelo iPhone.

(Reportagem de Catherine Hornby)

 
<p>Mulher segura iPhone com aplicativo para ajudar cat&oacute;licos na confiss&atilde;o, em Roma. Os cat&oacute;licos n&atilde;o podem fazer suas confiss&otilde;es por meio do iPhone e a tecnologia n&atilde;o substitui a presen&ccedil;a f&iacute;sica quando se admite os pecados a um padre, disse um porta-voz do Vaticano nesta quarta-feira. 09/02/2011 REUTERS/Tony Gentile</p>