Ações da Cisco caem 13% com previsões negativas

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011 15:27 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - As ações da Cisco recuavam 13 por cento nesta quinta-feira. Previsões negativas quanto aos resultados futuros e a piora nas margens operacionais alimentaram a preocupação de que o crescimento da Cisco está sendo limitado pelo aumento na concorrência e pelo baixo volume de gastos públicos.

Foi a terceira vez consecutiva que a Cisco surpreendeu o mercado com previsões negativas e os analistas de Wall Street reduziram as recomendações para as ações da empresa.

As maiores preocupações são com a queda na margem bruta para 62,4 por cento, ante 64,3 por cento no trimestre anterior, e um recuo de 7 por cento na receita de comutadores.

O presidente-executivo da companhia, John Chambers, disse que a piora nos resultados se deve parcialmente à tendência entre clientes de trocar os comutadores por produtos mais novos, e que as margens e a liderança da Cisco se manteriam a longo prazo. Analistas não ficaram inteiramente convencidos.

Em adição a rivais de longo tempo como a Juniper e a Alcatel-Lucent, a Cisco enfrenta nova concorrência da chinesa Huawei e da HP.

As ações da Cisco caíam 13,2 por cento às 15h26 (horário de Brasília), cotadas a 19,13 dólares.

(Reportagem de Ritsuko Ando; reportagem adicional deJennifer Robin Raj em Bangalore)

 
<p>O presidente-executivo da companhia, John Chambers, disse que as margens e a lideran&ccedil;a da Cisco se manteriam a longo prazo. 23/09/2010 REUTERS/Chip East</p>