Análise: por enquanto, menor é melhor para aplicativos Android

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 17:33 BRST
 

BANGALORE, Índia (Reuters) - Os jogos para Android estão subindo de nível, com produtoras pequenas como a Glu Mobile e a Zoo Entertainment ameaçando desbancar gigantes como a Electronic Arts (EA).

"As empresas maiores ainda não sentiram a necessidade de adotar o Android; a receita ainda não justifica o investimento no mercado Android", disse o analista Jack Kent, do grupo de pesquisa IHS Screen Digest.

"Os aplicativos de melhor desempenho no mercado Android vêm de empresas muito pequenas, às vezes operações pessoais de criadores de software, e não das grandes companhias", diz Kent.

O Android, criado pelo Google, é um sistema operacional para aparelhos móveis, gratuito e de fonte aberta, o que permite que programadores o modifiquem facilmente e criem programas para ele.

Os jogos da Zoo incluem Hello Kitty e Chicken Blaster, enquanto as ofertas da Glu envolvem Gun Bros e Toyshop Adventures.

Ao contrário do que acontece com os consoles de videogame, as barreiras ao ingresso no setor de jogos para aparelhos móveis são baixas, e os programadores podem ser mais inovadores porque o custo inicial de um projeto pode ser de apenas algumas centenas de dólares, disse Lewis Ward, analista do grupo de pesquisa IDC.

A IDC prevê que a receita total dos jogos para celulares crescerá em 8,1 por cento este ano, em termos mundiais, o que significaria um mercado com movimento de 4,8 bilhões de dólares.

No entanto, desenvolver jogos para a Apple é considerado mais lucrativo por conta da loja iTunes, que vende toda espécie de aplicativo.

A abordagem aberta do Android significa que haverá múltiplas lojas de aplicativos nas quais os usuários podem comprar aplicativos e jogos, o que se provou confuso para alguns clientes, de acordo com o consultor setorial Justin Smith, da Inside Networks.   Continuação...