Máquina derrota ser humano com facilidade em "Jeopardy"

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 11:13 BRST
 

Por Ritsuko Ando

NOVA YORK (Reuters) - Um computador da IBM derrotou com facilidade dois adversários humanos no popular game show televisivo norte-americano "Jeopardy!", em um duelo de três dias de duração encerrado na quarta-feira e que colocou em destaque os progressos que os seres humanos conseguiram na construção de máquinas capazes de pensar como eles.

O supercomputador, cujo nome Watson é uma homenagem a Thomas Watson, antigo presidente da IBM, serve como demonstração da capacidade da empresa em computação e ciência avançada.

O Watson exibiu seu conhecimento enciclopédico de tópicos que variam de idiomas antigos a moda, mas também apresentou certas falhas.

"O veda, surgido pelo menos quatro mil anos atrás, é o primeiro dialeto desse idioma clássico da Índia", foi uma das pistas oferecida pelo apresentador Alex Trebek. "O que é sânscrito?", respondeu Watson, no formato de resposta em forma de pergunta que o programa adota, e em seguida acertou respostas sobre tópicos que variavam da política agrícola na União Europeia ao estilista Marc Jacobs.

O novo desafio demonstra que a IBM, que completa centenário este ano, deseja se manter na vanguarda da tecnologia, ainda que empresas como Google e Apple se tenham tornado as queridinhas do setor.

O que torna o Watson especialmente avançado, mesmo comparado ao Deep Blue, o supercomputador criado pela IBM que derrotou o campeão mundial de xadrez Garry Kasparov em 1997, é sua capacidade de encontrar respostas com base em pistas ambíguas como "É um trabalhador que joga a culpa nelas".

"O que são ferramentas?", respondeu Watson. Mas o computador não foi perfeito, e cometeu deslizes intrigantes como responder "Dorothy Parker" a uma questão sobre "Elementos do Estilo" e repetir erros de outros participantes.

Mas ainda assim obteve 77.147 dólares de prêmio, enquanto Ken Jennings, que venceu 74 programas consecutivos na temporada 2004/5, ficou em segundo com 24 mil dólares. Brad Rutter, que em passagens anteriores pelo programa havia acumulado 3,3 milhões de dólares em prêmios, ficou em terceiro, com 21,6 mil dólares.