Site francês Ejustice acusa Google de novos abusos

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 11:16 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - O Google tem continuado a afastar concorrentes apesar das reclamações de conduta anticompetitiva encaminhadas no ano passado para a autoridades da União Europeia, afirmou o criador do site francês de buscas sobre direito, Ejustice.fr, nesta terça-feira.

A companhia francesa é uma de três empresas de busca online que acusam a líder do setor de abusar de seu domínio de mercado ao dar destaque indevido a sites rivais, dando preferência a seus próprios serviços.

A Comissão Europeia está investigando as acusações.

A 1plusV, que criou o Ejustice.fr, o mecanismo de busca de músicas E-Musicpro.com e o site de pesquisa de eventos culturais Eguides.fr, afirmam que encaminharam nova acusação às autoridades da União Europeia após as primeiras queixas abertas em fevereiro do ano passado.

"Com esta nova reclamação... a 1plusV traz ao conhecimento da Comissão uma série de novos abusos (retaliação, listagens injustas), bem como prova adicional dos abusos já reclamados no ano passado", afirma a companhia em comunicado.

A empresa acusa o Google de forçar os mecanismos verticais de busca a usar a tecnologia do Google em seus sites entre 2006 e 2010.

O Google pode enfrentar uma multa de até 10 por cento de seu faturamento global se considerado culpado de práticas anticompetitivas, segundo a legislação da União Europeia.