Huawei desafia governo dos EUA a investigá-la

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011 16:34 BRT
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK (Reuters) - A produtora de equipamentos de telecomunicação chinesa Huawei desafiou o governo dos Estados Unidos a conduzir uma investigação formal da empresa, em uma tentativa de limpar seu nome das acusações que têm barrado seus negócios no país.

O pedido, pouquíssimo usual, se segue ao resultado de um relatório da Comissão de Investimento Externo dos EUA, que forçou a Huawei a vender ativos da 3Leaf, pequena companhia norte-americana. Três anos atrás, a Huawei teve que desistir de uma proposta maior de investimento na 3Com, em circunstâncias parecidas.

A companhia afirmou ter sido vítima de percepções erradas sobre sua relação com o setor militar chinês, pelo fato de seu fundador, Ren Zhengfei, serviu no Exército da Libertação Popular até 1893.

A Huawei afirmou que os EUA deveriam investigar quaisquer suspeitas para chegar a uma conclusão mais precisa.

"Nós vamos, literalmente, fazer qualquer coisa que o governo possa requisitar para dar a eles visibilidade", afirmou o vice-presidente para assuntos internacionais da Huawei, Bill Plummer, que trabalha nos EUA. "Estamos abertos a qualquer tipo de investigação, auditoria ou relatório que eles acreditem ser necessário para eliminar suas preocupações".

A Huawei disse que seus negócios no país têm sido prejudicados há dez anos por acusações sem provas.

(Reportagem de Sinead Carew)