Blockbuster iniciará processo de venda em abril

sexta-feira, 11 de março de 2011 09:53 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A rede de locadoras de vídeo Blockbuster, que havia entrado com pedido de concordata em setembro, iniciará processo de venda da companhia em abril, após acordo firmado com seus credores.

Um grupo de fundos de investimento liderado pela Monarch Capital chegou a um acordo com os credores --que incluem estúdios em Hollywood como a Disney-- quanto aos termos do processo de venda.

A dívida da Blockbuster junto aos estúdios soma mais de 100 milhões de dólares. Na ocasião do pedido de concordata, a empresa planejava reduzir sua dívida total de quase 1 bilhão de dólares para cerca de 100 milhões.

Os estúdios e outros credores solicitaram à Justiça que o processo de concordata fosse convertido em uma liquidação total da companhia, mas o juiz Burton Lifland decidiu contra um processo de "Chapter 7".

O acordo prevê uma audiência em 4 de abril, seguida por outra três dias depois para aprovar a venda.

Os atuais negócios da Blockbuster podem ser preservados após a operação, ainda que o comprador tenha a opção de encerrá-los parcial ou totalmente.

A companhia, que conta com 2,5 mil lojas nos Estados Unidos, vem lutando contra a concorrência de serviços online de filmes como o Netflix.

No Brasil, o direito de uso da marca Blockbuster foi adquirido pela Lojas Americanas em 2007, por 20 anos, não possuindo vínculos com as operações internacionais da empresa.

A Monarch submeteu oferta inicial de 290 milhões de dólares pela empresa. A companhia listou ativos de cerca de 1 bilhão de dólares até 30 de janeiro.