"Fujam agora"--Crise nuclear japonesa deflagra pânico online

terça-feira, 15 de março de 2011 09:16 BRT
 

Por Sui-Lee Wee

PEQUIM (Reuters) - A Internet transmitia ao mundo uma mensagem terrível do Japão nesta terça-feira: "Estamos aterrorizados com o desastre nuclear e desesperados para fugir."

Notícias de que um vazamento de radiatividade de baixa potência estava se espalhando na direção de Tóquio causaram pânico entre muitos usuários dos mais populares sites de redes sociais, enquanto o governo japonês apelava por calma e informava que a radiatividade não estava nem próxima de níveis perigosos.

"Por favor, façam as malas de suas famílias, com seus documentos e recordações mais importantes, e saiam daí", escreveu um usuário do Twitter.

"Vão para o sul, para Taiwan ou, se puderem, para a Austrália. Se não tiverem dinheiro para sair do Japão, pelo menos vão para o sudoeste de seu país, o mais longe que puderem. Fiquem à maior distância possível da área afetada", recomendava a mensagem.

Tóquio foi tomada por uma onda de compras causadas pelo pânico, e algumas lojas esgotaram seus estoques de lanternas, rádios, velas e sacos de dormir, em meio ao pior acidente nuclear do planeta desde o desastre de Chernobyl, em 1986, na Ucrânia.

"Tenho... três caixas de água e meu tanque de gasolina está cheio. Enchi uma banheira de água para poder continuar dando a descarga no vaso sanitário, tomar banho etc., caso a água seja cortada", escreveu outro usuário do Twitter.

"A situação nas usinas nucleares de Fukushima está se agravando cada vez mais, e estou ficando com muito medo. Agora, vou sair com meu filho doente em busca de mais água e outros suprimentos, nas lojas locais", escreveu Junko Yabe no Facebook.

Outros japoneses e estrangeiros moradores da área estavam saindo do país, e o número de passageiros à espera de voos em Narita, o principal aeroporto internacional de Tóquio, estava em alta. Companhias multinacionais informaram estar considerando planos para tirar seu pessoal de Tóquio.   Continuação...