Governo revisa plano de banda larga para incluir Roraima e Amapá

quarta-feira, 16 de março de 2011 13:29 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta quarta-feira que o governo fará uma revisão do Plano Nacional de Banda Larga para incluir os Estados de Roraima e Amapá nas áreas de cobertura do projeto.

"Na época em que nós elaboramos tinham alguns Estados que nós chegamos à conclusão que não teríamos condição técnica de incluí-los naquele momento", disse Bernardo a jornalistas após participar de audiência da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado.

"Acho que hoje já surgiram várias alternativas que permitem e exigem a revisão desse plano."

A revisão será feita "logo", segundo Bernardo, que classificou a expansão da Internet banda larga como principal prioridade do Ministério.

Para a inclusão de Roraima, será usada uma linha de fibra ótica que conecta o norte do Estado à Venezuela e o sul ao Amazonas.

No caso do Amapá ainda não há uma linha que chegue ao Estado, explicou Bernardo, mas há duas alternativas, ou do Pará ou da Guiana, que poderiam resolver o problema em até seis meses.

Outra prioridade será reduzir os preços dos serviços oferecidos. Segundo Bernardo, o preço de referência para o serviço de banda larga está em torno de 35 reais, o que poderá cair para 29 reais caso os Estados retirem a cobrança do ICMS.

(Por Hugo Bachega)