Obama quer lei para privacidade de dados pessoais na Internet

quarta-feira, 16 de março de 2011 19:13 BRT
 

Por Diane Bartz

WASHINGTON (Reuters) - A administração do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está apoiando uma legislação para proteger dados pessoais de usuários da Internet, endurecendo sua posição de pedido no ano passado de um código voluntário de conduta por empresas e anunciantes.

"A administração neste momento está recomendando que isso seja acordado na legislação", disse o secretário-assistente do da Administração Nacional de Telecomunicações e Informações do Departamento do Comércio, Lawrence Strickling.

Em testemunho no Comitê de Comércio do Senado nesta quarta-feira, ele apoiou a criação de uma lei de direitos de usuários de Internet para proteger aqueles que ilegalmente têm seus dados coletados e vendidos para uso no mundo virtual.

Strickling tentou esclarecer as recomendações específicas de quais práticas seriam permitidas ou banidas, afirmando que a indústria e grupos de consumidores poderiam trabalhar mais rapidamente no tema.

"É impossível para nós afirmar hoje que a questão da privacidade estará resolvida em seis meses", disse, acrescentando que pode demorar 1 ano para aprovação da lei.