Investidores saúdam acordo entre AT&T e T-Mobile USA

segunda-feira, 21 de março de 2011 12:20 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Investidores saudaram o acordo da operadora norte-americana de telecomunicações AT&T para comprar por 39 bilhões de dólares a T-Mobile USA, da Deutsche Telekom, em uma transação que transforma a indústria de telefonia móvel dos Estados Unidos.

As notícias do negócio, que motivaram alta das ações de ambas as empresas, fizeram com que ao menos quatro corretoras elevassem a recomendação para as companhias.

O acordo anunciado no domingo reúne a segunda e a quarta maiores operadoras móveis dos EUA, criando uma nova líder com 43 por cento dos usuários de celulares no país.

Embora ainda existam riscos regulatórios e acredita-se que a AT&T esteja pagando demais pela T-Mobile, as ações da AT&T em Nova York subiam 1,4 por cento perto das 12h (horário de Brasília). Os papéis da Deutsche Telekom na bolsa alemã subiam quase 12 por cento, depois de terem avançado 13 por cento mais cedo.

A Sprint Nextel, que manteve conversações para se unir à T-Mobile, é a grande perdedora, já que fica agora num distante terceiro lugar no mercado de telefonia móvel dos EUA. Suas ações desabavam quase 14 por cento.

As ações de outras operadoras móveis, incluindo MetroPCS Communications e Leap Wireless, subiam mais de 8 por cento diante de esperanças de que ocorra uma nova onda de consolidação na indústria.

"O negócio, se aprovado, permite à Deutsche Telekom sair dos EUA a um preço muito maior do que estimávamos", disseram os analistas do UBS, que elevaram a recomendação da ação do grupo alemão para "neutra", de "venda".

O UniCredit e a ESN/Equinet elevaram a ação do grupo alemão de "manter" para "comprar". O HSBC colocou as ações da Deutsche Telekom e da AT&T como "overweight" (desempenho acima da média do mercado).

(Por Kenneth Li em Nova York e Isheeta Sanghi em Bangalore)