TomTom diz que unidade de mapas não está à venda

quinta-feira, 24 de março de 2011 14:25 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A companhia holandesa de navegação por satélite TomTom, que enfrenta como rivais a Nokia e o Google, não planeja vender sua unidade de mapeamento, negando informação de que poderia considerar uma venda.

O membro do comitê executivo da TomTom, Taco Titulaer, afirmou à Reuters nesta quinta-feira que sua divisão de mapeamento, conhecida anteriormente como Tele Atlas, e parte dos ativos de conteúdo da TomTom, não estão à venda.

"Nossos ativos de conteúdo são centrais à nossa estratégia e para nossa oferta de produtos", disse Titulaer. "A TomTom não está considerando desinvestimento ou venda desses ativos, que incluem mapeamento."

A TomTom comprou a produtora de mapas digitais Tele Atlas em 2008 por 2,9 bilhões de euros, em parte para impedir que a rival Garmin colocasse as mãos nos mapas da companhia e também para usá-los como novas fontes de receitas.

O Mergermarket informou que a TomTom tem sido alvo de rumores de que está considerando vender a divisão de mapeamento. Uma de duas fontes teria afirmado que o Google estava encerrando sua parceria com a TomTom e que o conteúdo específico de localização perdeu parte do brilho após a ascensão de sites de redes sociais como Twitter, Foursquare e Facebook.

A unidade de mapas do Google e a Navteq, que faz parte da Nokia, são as concorrentes da TomTom no mercado de mapeamento digital, que está lidando com o aumento da oferta de mapas em telefones celulares, algumas vezes oferecidos gratuitamente.

Ações da TomTom subiam 2,1 por cento às 14h23 horas, acima do desempenho estável do índice blue chip, que reúne as empresas de tecnologia mais valiosas.

(Reportagem de Roberta B. Cowan)