Consumidores da Best Buy evitam TVs caras; projeções caem

quinta-feira, 24 de março de 2011 17:17 BRT
 

Por Dhanya Skariachan

NOVA YORK (Reuters) - A Best Buy divulgou projeções de lucro para este ano fiscal que podem ficar abaixo das estimativas de Wall Street, pois consumidores norte-americanos mostraram pouco interesse em comprar produtos caros como televisores.

A maior rede de lojas de eletrônicos dos Estados Unidos, que reportou queda nas vendas pelo terceiro trimestre seguido nesta quinta-feira, também previu declínio nas vendas este trimestre.

A previsão pessimista fez com que muitos analistas questionassem se a estratégia da Best Buy de focar em smartphones e outros aparelhos com banda-larga móvel será o suficiente para combater a baixa demanda por TVs e aumentar as vendas a longo prazo.

A Best Buy foi afetada pelo baixo interesse de consumidores norte-americanos em novas tecnologias como o 3D e a conexão à Internet em TVs. A companhia também está preocupada quanto à demanda no futuro.

"Temos consciência de que os consumidores ainda estão restringindo gastos, e algumas de nossas maiores categorias de produtos estão passando por tempos desafiadores", afirmou o presidente-executivo da empresa, Brian Dunn. "Ainda enxergamos que a situação desfavorável continuará".

Para o ano fiscal de 2012, a companhia projeta lucros de 3,30 a 3,55 dólares por ação, excluindo custos com reestruturação previamente anunciados e potenciais programas de recompra de ações. A projeção estimada por analistas era de 3,56 dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S. A Best Buy espera que as vendas em lojas fiquem estáveis ou caiam 3 por cento.