iPad 2 chega a lojas no exterior depois de esgotar nos EUA

sexta-feira, 25 de março de 2011 09:45 BRT
 

Por Amy Pyett e Gyles Beckford

WELLINGTON/SYDNEY (Reuters) - Centenas de compradores formaram longas filas diante de lojas da Apple nesta sexta-feira para o lançamento internacional do iPad 2, que vem sendo vendido rapidamente nos Estados Unidos, causando dificuldades à empresa para atender a demanda.

Analistas estimam que cerca de 1 milhão de aparelhos podem ter sido vendidos no primeiro final de semana de comercialização nos EUA, e muitos alertam que não está claro de que maneira problemas de suprimento podem afetar a disponibilidade depois que um terremoto e tsunami prejudicaram o setor tecnológico japonês.

O iPad 2, uma versão mais fina e mais rápida do tablet da Apple que incorpora duas câmeras para bate-papo em vídeo, foi lançado em 11 de março nos EUA. Alguns consumidores expressaram frustração diante da dificuldade de encontrar o produto, o que criou avaliações no mercado de que a Apple possa ter subestimado a demanda.

O lançamento internacional começou pela Nova Zelândia, seguida pela Austrália, e se estenderá a outros países entre os quais França, Reino Unido, Dinamarca, Alemanha, Itália, Holanda, Espanha, Canadá e México.

"Fantástico, minha irmã vai adorar", disse Alex Lee, um mochileiro canadense que tinha em mãos um iPad 2. Ele ocupava o primeiro lugar da fila formada duas noites antes diante da loja da Apple no centro financeiro de Sydney.

"Não fosse o iPad, eu não estaria na Austrália hoje", disse Lee, que já tinha comprado um iPad 2 nos EUA. "É como um hábito. Também entrei na fila para comprar o iPhone, na Regent Street, em Londres."

O presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, declarou na terça-feira que a empresa estava "trabalhando com dedicação para produzir iPads para todos", numa reação aos problemas que vem sendo encontrados para atender a demanda norte-americana.

Fiona Martin, porta-voz da Apple na Austrália, se recusou a comentar sobre haver ou não estoque suficiente para atender a demanda, mas tentou acalmar os temores. "Temos um bom estoque aqui para o pessoal que está nas filas", disse.   Continuação...