Google adia acesso aberto ao Android Honeycomb

sexta-feira, 25 de março de 2011 14:40 BRT
 

Por Alexei Oreskovic

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O Google está adiando a abertura do acesso irrestrito à nova versão do sistema operacional Android, alegando que resta trabalho a concluir antes que o software esteja pronto para ser usado em qualquer aparelho.

O Google mostrou o Android 3.0, conhecido como Honeycomb, algumas semanas atrás, e o descreveu como primeira versão do sistema operacional Android projetada desde o início para uso em computadores tablet. O Honeycomb já está em uso no tablet Xoom, da Motorola Mobility, que chegou às lojas em fevereiro.

O software representa o primeiro esforço direto do Google para disputar o domínio do Apple iPad sobre o nascente mercado de tablets.

Mas a empresa informou que não colocaria o Honeycomb à disposição como software de aberto, por enquanto, contrariando sua prática usual com relação ao Android, que permite que programadores modifiquem o sistema livremente para adequá-lo às suas necessidades. O motivo da demora, informou o Google, é que o Honeycomb ainda não está pronto para ser adaptado ao uso em celulares inteligentes.

"Embora estejamos entusiasmados com a oferta desses novos recursos nos tablets Android, resta trabalho a fazer para que possamos fazer o mesmo com outros tipos de aparelhos, incluindo celulares", afirmou uma porta-voz do Google em comunicado distribuído por email.

"Temos o compromisso de oferecer o Android como plataforma aberta para diversos tipos de aparelhos e o distribuiremos tão logo esteja pronto", afirma a empresa no comunicado.

A porta-voz afirmou que no momento não existe cronograma de quando o Honycomb estará disponível como software aberto.

As versões anteriores do Android, lançado pelo Google dois anos atrás, foram usadas principalmente por celulares inteligentes. O Google se tornou líder mundial em sistemas operacionais para smartphones no quarto trimestre de 2010, de acordo com o grupo de pesquisa Canalys.