Philips alerta para prejuízo em unidade de TVs no 1o tri

segunda-feira, 28 de março de 2011 16:38 BRT
 

Por Roberta B. Cowan

AMSTERDÃ (Reuters) - O grupo holandês Philips afirmou que sua unidade de televisores não irá, mais uma vez, atingir o ponto de equilíbrio entre receita e despesas em 2011, aumentando a pressão pela formação de uma nova administração para fechar um acordo de licenciamento ou vender a unidade.

A companhia foi afetada pela forte concorrência de marcas mais baratas de televisores, agravada pelo fato de que seus estoques estão altos. A Philips está sendo pressionada para vender ou fechar sua unidade de TVs, ou acelerar o processo de aquisição ou venda dos direitos de concessão da empresa.

A Philips afirmou nesta segunda-feira que sua unidade de televisores reportará prejuízo operacional de até 120 milhões de euros (169 milhões de dólares) no primeiro trimestre, mais que o dobro das perdas do quarto trimestre, de 67 milhões de euros, que já haviam aumentado em relação ao prejuízo de 19 milhões de euros de um ano antes.

O alerta sobre os ganhos da companhia acontece na mesma semana em que o presidente-executivo, Gerard Kleisterlee, entrega o comando da empresa para o veterano Frans van Houtern, enquanto Ron Wirahadiraksa irá substituir Pierre-Jean Sivigno como vice-presidente financeiro.

Embora ambos tenham experiência com reestruturações e corte de custos, nenhum falou publicamente sobre seus planos. Segundo analistas, Van Houten ressaltou que a unidade de televisores, que reportou perdas no ano passado, não deve representar mais uma preocupação.