Procurador-geral de NY investigará compra da T-Mobile pela AT&T

terça-feira, 29 de março de 2011 19:42 BRT
 

Por Dena Aubin e Jasmin Melvin

NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - A oferta da AT&T de 39 bilhões de dólares pela T-Mobile USA, da Deutsche Telekom, será investigada pelo procurador-geral de Nova York, que afirma estar observando o possível impacto negativo da aquisição para a competição no setor.

Citando a formação de um potencial "semiduopólio" como resultado do acordo proposto, o procurador-geral Eric Schneiderman afirmou que deseja garantir que a aquisição não reduzirá o acesso a celulares de baixo custo.

O acordo, anunciado na semana passada, concentraria 80 por cento dos clientes de serviços sem fio nos Estados Unidos em duas companhias --a AT&T/T-Mobile e a Verizon Wireless, uma joint-venture da Verizon Communications e do Grupo Vodafone.

"Celulares não são mais luxo para vários de nós, mas uma necessidade básica", afirmou Schneiderman em comunicado.

"A última coisa que os nova-iorquinos precisam durante tempos difíceis na economia é ver os preços de serviços de telefonia móvel subirem".

Ele afirmou que irá "investigar de perto" os argumentos da AT&T a respeito dos benefícios da compra da T-Mobile USA e compará-los com os riscos para a competição no setor.

(Reportagem de Dena Aubin; reportagem adicional de Jasmin Melvin em Washington e Paul Thomasch em Nova York)