Legislador dos EUA tem preocupações com fusão da AT&T e T-Mobile

sexta-feira, 1 de abril de 2011 15:34 BRT
 

Por Jasmin Melvin

WASHINGTON (Reuters) - Um legislador norte-americano expressou a preocupação de que o plano da AT&T de adquirir a T-Mobile USA possa limitar a inovação no mercado de serviços de telecomunicações sem fio.

O deputado Greg Walden, presidente do Subcomitê para Comunicações e Tecnologia da Câmara dos Deputados, afirmou que não deseja que uma fusão diminua a natureza vibrante e competitiva do setor de serviços de telefonia sem fio.

A oferta de 39 bilhões de dólares da AT&T pela T-Mobile USA, da Deutsche Telekom concentraria 80 por cento dos assinantes norte-americanos de telefonia móvel em apenas duas operadoras --a AT&T/T-Mobile e a Verizon Wireless, joint venture entre a Verizon Communications e o Vodafone Group.

A AT&T, atualmente a segunda maior operadora móvel, atrás da Verizon, afirmou que a fusão pode incentivar a inovação e o crescimento econômico ao melhorar a qualidade e expandir o acesso a serviços sem fio, levando-os para 95 por cento dos norte-americanos.

Mas Walden mostrou temores com a eliminação de uma operadora nacional.

"A mim parece que se houver cada vez menos competidores no mercado, haverá cada vez menos oportunidades para a inovação criativa e para a inventividade que tem havido até agora no setor", afirmou em um evento patrocinado pelo serviço de notícias Politico Pro.

A fusão precisa obter aprovação da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) e do Departamento de Justiça. Espera-se que o processo leve pelo menos um ano.

Walden não tem influência direta sobre a análise dos órgãos, mas seu subcomitê exerce vigilância sobre a FCC, e ele não excluiu a possibilidade de ocorrerem audiências acerca da proposta de aquisição.

Ele afirmou que seu painel será muito crítico a respeito do processo de análise da FCC, observando a ocorrência de potenciais abusos de poder.