Leilão nesta 2a feira decidirá quem fica com a rede Blockbuster

segunda-feira, 4 de abril de 2011 11:15 BRT
 

Por Dena Aubin

NOVA YORK (Reuters) - Diversos interessados devem disputar o controle da concordatária rede de locadoras de vídeo Blockbuster em um leilão nesta segunda segunda-feira que decidirá quem controlará a empresa e quanto terá de pagar aos credores.

A Blockbuster, no passado a maior rede de locadoras de vídeo do mundo, chegou a ter valor de mercado superior a cinco bilhões de dólares em seu pico, em 2002, mas posteriormente passou a sofrer forte pressão por parte de concorrentes digitais e de entrega postal como a Netflix.

O leilão pode preservar a Blockbuster como empresa, ainda que os participantes devam ter a opção de liquidar a companhia ou fechá-la. Os proventos da venda se tornarão parte da massa falida.

A operadora de TV via satélite Dish Network e o investidor bilionário Carl Icahn se qualificaram para o leilão ao submeter lances na semana passada, reportou o Wall Street Journal na sexta-feira, mencionando fontes familiarizadas com o tema.

A empresa decidiu se colocar à venda em fevereiro, depois do fracasso de um plano de reorganização.

O leilão da segunda-feira será seguido por uma audiência diante do juiz Burton Lifland, do tribunal de falências, em 7 de abril, para aprovar o novo proprietário, que tirará a empresa da concordata.

Um lance inicial apresentado em fevereiro por um grupo de fundos de hedge liderado pela Monarch Alternative Capital, no valor de 290 milhões de dólares, estabeleceu um piso para as ofertas.

Outros participantes apresentaram lances de valor inferior a 296 milhões de dólares para se qualificar para o leilão, na semana passada, de acordo com o jornal.   Continuação...