Baidu lançará serviço de música licenciada em maio

quarta-feira, 6 de abril de 2011 09:50 BRT
 

Por Melanie Lee

XANGAI (Reuters) - O Baidu, maior serviço chinês de pesquisa online, lançará um serviço de busca de música licenciada em maio, em um esforço para legitimar seu atual sistema de localização de canções, que segundo os críticos facilita a pirataria.

A empresa vai lançar o Baidu Ting em algum momento de maio, disse o porta-voz da companhia Kaiser Kuo à Reuters, na quarta-feira. O serviço permitirá que os usuários transmitam, baixem e criem acervos de música licenciada, e terá também recursos de rede social.

A pirataria de música na China custou centenas de milhões de dólares às gravadoras. A maioria da música disponível por meio do atual serviço de busca de MP3 do Baidu viola direitos autorais.

"Nossos associados desejam se envolver com e investir na revolução digital chinesa, mas não podem fazê-lo no serviço de música do Baidu, o grupo de Internet dominante no país, porque ele facilita a violação dos direitos dos artistas e criadores, online", afirmou a International Federation of the Phonographic Industry (IFPI), a organização setorial das gravadoras, em carta ao jornal Financial Times, no mês passado.

O Baidu é o serviço de buscas dominante na China, com mais de 70 por cento do mercado, em termos de receita.

Na semana passada, o Baidu anunciou ter chegado a acordo com a Music Copyright Society of China (MCSC) para pagar à organização uma taxa de licenciamento pelas canções baixadas no Baidu Ting. O serviço de música licenciada será bancado por publicidade.

O acordo cobre direitos de edição, e o Baidu remunerará letristas e compositores por intermédio da MCSC.

O Baidu também está negociando com grandes gravadoras internacionais como Sony Music Entertainment, Universal Music Group e Warner Music Group, em busca de acordo semelhante.

O Baidu já tem um acerto com a EMI, derivado do acordo vigente com a MCSC, disse Kyo.

A empresa se envolveu em disputas judiciais com as gravadoras internacionais devido ao seu serviço de buscas de MP3, que permite que usuários busquem e baixem canções mesmo que estas violem direitos autorais.