Apple continuará na frente no mercado de tablets, diz Gartner

segunda-feira, 11 de abril de 2011 09:20 BRT
 

Por Tarmo Virki e Miyoung Kim

HELSINQUE/SEUL, 11 de abril (Reuters) - O iPad da Apple continuará dominando o mercado de computadores tablet nos próximos anos, com o Google se aproximando da companhia, afirmou a empresa de pesquisa de mercado Gartner nesta segunda-feira.

O Gartner informou que espera vendas de 70 milhões de tablets este ano e de 108 milhões em 2012 ante 17,6 milhões em 2010.

A participação de mercado da Apple vai gradualmente declinar para 47 por cento em 2015 ante 69 por cento este ano, enquanto a fatia do Google vai crescer de 20 para 39 por cento no período.

O sistema operacional Android, do Google, surpreendeu no mercado de celulares inteligentes e deve se tornar a principal plataforma do segmento este ano. A empresa também surge como a única solução viável para fabricantes de tablets que não possuem seus próprios sistemas operacionais.

A plataforma QNX, da Research in Motion, usada no futuro tablet PlayBook, ficará na terceira posição no mercado este ano, com uma fatia de 5,6 por cento. O Gartner considera que essa parcela deverá crescer para 10 por cento em 2015.

"Vai levar tempo e esforço significativo para a RIM atrair desenvolvedores e para a empresa entregar um atraente ecossistema de aplicativos e serviços ao redor do QNX de maneira a posicioná-lo como uma alternativa viável à Apple e ao Android", disse a analista Carolina Milanesi, do Gartner.

"Empresas serão as principais entidades interessadas nos tablets da RIM porque já possuem infraestrutura da RIM instalada ou exigem parâmetros rigorosos de segurança", afirma a analista em comunicado.

A Apple estimou que vendeu cerca de 1 milhão de iPad 2 no primeiro fim de semana de lançamento nos Estados Unidos no início do mês passado. Em comparação, a rival mais próxima da empresa em hardware, a Samsung Electronics pode ter vendido número similar de tablets Galaxy nos últimos três meses.

 
<p>Consumidores descobrem o Ipad 2, da Apple, na loja da marca em Paris, ap&oacute;s o lan&ccedil;amento oficial do produto. Foto de Arquivo 25/03/2011 REUTERS/Charles Platiau</p>