Empresas de capital de risco dos EUA têm forte captação

segunda-feira, 11 de abril de 2011 17:44 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A comunidade norte-americana de capital de risco levantou mais de 7 bilhões de dólares durante o primeiro trimestre de 2011, o que representa seu melhor início de ano desde 2001, logo antes do estouro da bolha da Internet.

A entrada de recursos representa um aumento de 76 por cento sobre o primeiro trimestre de 2010, quando empresas de capital de risco levantaram 4 bilhões de dólares, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Thomson Reuters e pela Associação Nacional de Capital de Risco dos Estados Unidos (NVCA, na sigla em inglês).

O período de janeiro a março deste ano foi também o melhor trimestre para se levantar capital desde o terceiro trimestre de 2008.

Embora os valores tenham atingindo novas máximas, o número de empresas envolvidas é menor que o de um ano antes. Durante o primeiro trimestre de 2011, 36 companhias de capital de risco levantaram dinheiro, ante 44 nos três meses iniciais de 2010.

"Apesar de ser encorajador ver o aumento de capital neste trimestre, grande parte disso veio de fundos maiores e já estabelecidos", afirmou o presidente da NVCA, Mark Heesen em um comunicado.

O Bessemer Venture Partners foi líder entre os fundos, levantando 1,6 bilhão de dólares no trimestre, seguido pelo Sequiola Capital, com 1,3 bilhão de dólares, e o Digital Growth Fund, do JPMorgan Chase & Co, com 1,2 bilhão de dólares.

Houve um aumento no interesse de investidores nas empresas de Internet que estão bem avaliadas, como o Twitter, o Facebook, o Groupon e a Zynga.