Chinesa Compal terá centro de pesquisa para tablets com Venturus

quarta-feira, 13 de abril de 2011 11:54 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A unidade brasileira da fabricante chinesa de produtos eletrônicos Compal acertou parceria com o centro de pesquisa Venturus para produção de projetos de software embarcado voltado a aparelhos portáteis, incluindo tablets.

A parceria, que vai criar o Centro de Competência em Usabilidade de Software Embarcado, começará a trabalhar com projetos para computadores tablet para o mercado mundial e vai formar profissionais de software em Campinas (SP), Fortaleza e Campina Grande.

O objetivo do centro é desenvolver produtos com "diferencial competitivo ao mercado de dispositivos móveis".

O anúncio acontece um dia depois que a presidente Dilma Rousseff afirmou em Pequim que a chinesa Foxconn avalia investimentos de 12 bilhões de dólares no Brasil e após o ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, ter afirmado que a empresa e a Apple vão começar a fabricar o tablet iPad no país até o final de novembro.

"Daremos início ao programa com projetos voltados para tablets cujo mercado é muito promissor no Brasil e no mundo. Nosso centro de competência vai atuar em pesquisa e desenvolvimento para oferecer ao consumidor uma experiência diferenciada em usabilidade", afirmou em comunicado o diretor de P&D da Compal, Alexandre Lisbôa.

O centro de competência vai consumir investimentos de 25 milhões de reais nos três primeiros anos do programa. A parceria envolve ainda Instituto Eldorado, Universidade Federal de Campina Grande, Universidade Federal do Ceará e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará.

A fábrica brasileira da Compal, que começou a operar em Jundiaí em 2009, é a primeira da empresa fora da China.