Na sede do Facebook, Obama busca vibração de 2008

quarta-feira, 20 de abril de 2011 21:00 BRT
 

Por Jeff Mason

PALO ALTO, EUA (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez na quarta-feira uma visita com jeito de evento de campanha à sede da rede social Facebook, numa tentativa de reacender a vibração juvenil que marcou sua candidatura presidencial em 2008.

Os democratas admitem que, para se reeleger em 2012, Obama precisará mobilizar muitas das mesmas forças que o apoiaram em 2008: um exército de eleitores jovens e entusiasmados, e também um grande contingente de eleitores independentes.

Em visita à sede do Facebook, na Califórnia, Obama buscou enfatizar seus vínculos com dezenas de milhões de pessoas que adotaram as redes sociais como método prioritário de comunicação.

"Meu nome é Barack Obama, e eu sou o sujeito que fez Mark (Zuckerberg) vestir paletó e gravata", disse o presidente, referindo-se ao fundador do Facebook, de 26 anos, conhecido por seu estilo despojado -- ele foi ao evento de tênis, jeans e gravata.

A brincadeira ocorreu no início de um encontro virtual com eleitores, em que Obama -- que tirou o paletó -- respondeu a várias perguntas sobre como pretende reduzir o déficit orçamentário dos EUA, que deve chegar a 1,4 trilhão de dólares neste ano.

A proposta de Obama para isso é reduzir gastos públicos e aumentar a carga tributária para os norte-americanos mais ricos - como é o caso de Zuckerberg e do próprio Obama. "Por mim, tudo bem", disse o jovem empresário.

Após o evento na sede do Facebook, Obama participaria de eventos democratas para a arrecadação de doações em San Francisco, e depois passaria por Las Vegas e Los Angeles antes de regressar na sexta-feira a Washington.

Jon Krosnick, professor de ciência política da Universidade Stanford, disse que aparecer ao lado de Zuckerberg é algo que pode melhorar a imagem de Obama junto aos jovens.   Continuação...

 
<p>Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fala em faculdade da Virg&iacute;nia, em 19 de abril de 2011. Obama come&ccedil;ou uma viagem &agrave; costa oeste dos EUA para recapturar a m&aacute;gica de sua campanha eleitoral de 2008. 19/04/2011 REUTERS/Jim Young</p>