Irã diz ter detectado segundo ataque cibernético ao país

segunda-feira, 25 de abril de 2011 09:23 BRT
 

Por Ramin Mostafavi

TEERÃ (Reuters) - O Irã foi alvo de um segundo vírus de computador em uma "guerra cibernética" promovida por seus inimigos, disse o comandante de defesa civil do país, nesta segunda-feira.

Gholamreza Jalali disse à agência de notícias semi oficial Mehr que o novo vírus, chamado "Stars", estava sendo investigado por especialistas.

"Felizmente, nossos jovens especialistas conseguiram descobrir esse vírus e o vírus Stars está agora em laboratório para mais investigações", disse Jalali, segundo a agência. Ele não especificou qual era o alvo do Stars nem o impacto que ele pretendia ter.

"As características particulares do vírus Stars foram descobertas", disse Jalali. "O vírus é congruente e harmonioso com o sistema (de computador) e, na fase inicial, causa pequenos danos e pode ser confundido com algum arquivo executável de organizaçãos governamentais."

Jalali alertou que o vírus Stuxnet, descoberto em computadores no reator nuclear de Bushehr no ano passado, ainda representam um risco real. Alguns especialistas o descreveram como o "primeiro míssel cibernético teleguiado" que tinha como alvo o programa nuclear iraniano.

Autoridades iranianas afirmaram ter conseguido neutralizar o Stuxnet antes de ele conseguir fazer os danos planejados na instalação nuclear. Essas autoridades responsabilizaram Israel e os Estados Unidos --que acreditam que o Irã busca desenvolver armas nucleares-- pelo vírus.

O Irã afirma que seu programa nuclear é totalmente pacífico.

(Reportagem adicional de Hossein Jaseb)