Facebook entra no mercado de compras coletivas

terça-feira, 26 de abril de 2011 20:01 BRT
 

Por Alexei Oreskovic

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Facebook começou nesta terça-feira a oferecer a usuários de cinco cidades nos Estados Unidos cupons de desconto em vários tipos de serviços, desde degustação de vinhos a ingressos para shows, aumentando a rivalidade em um mercado que já era muito competitivo.

Os cupons de desconto, que usuários da rede social podem comprar diretamente no serviço, oferecem preços menores ou acesso a bens com disponibilidade limitada. O Facebook ficará com uma parcela do valor de cada transação, embora a companhia não tenha revelado a porcentagem.

Com o novo serviço, o Facebook se torna a última grande empresa da Internet a estrear no mercado de compras coletivas, cujo pioneiro foi o Groupon há alguns anos. Na semana passada, o Google começou a fazer publicidade de um novo serviço de descontos chamado "Offers" para usuários de Portland, no Oregon, com planos de expandi-lo para São Francisco e Nova York, e a Amazon.com investiu 175 milhões de dólares na LivingSocial em dezembro.

O Facebook, maior rede social do mundo com mais de 500 milhões de usuários, está apostando que a interação social ajudará a distingui-la das dezenas de companhias que atualmente oferecem compras coletivas.

Os cupons oferecidos no Facebook são especificamente designados para atividades em grupo, como rafting em rios, em vez de itens para somente um indivíduo, como um par de jeans com desconto. Os usuários do Facebook podem recomendar compras interessantes para seus amigos no serviço.

"Não é como se simplesmente pegássemos o modelo de negócios de outra empresa e o forçássemos a se adequar ao Facebook", disse à Reuters em entrevista Emily White, diretora de produtos locais do Facebook.