Nokia cortará 7 mil empregos para reduzir custos

quarta-feira, 27 de abril de 2011 09:04 BRT
 

HELSINKI, 27 de abril (Reuters) - A Nokia vai eliminar 7 mil empregos e terceirizar suas operações relacionadas ao software Symbian buscando reduzir custos em 1 bilhão de euros (1,46 bilhão de dólares), em meio às dificuldades para competir no aquecido mercado de smartphones.

A Nokia, maior fabricante mundial de celulares em termos de volume, detalhou nesta quarta-feira uma reestruturação de seus negócios, o que incluirá a demissão de 4 mil funcionários e a tranferência de outros 3 mil para a empresa de serviços de tecnologia Accenture, totalizando 12 por cento do seu quadro de trabalhadores na unidade de telefonia.

A Accenture assumirá as operações do Symbian e auxiliará no desenvolvimento de futuros smartphones, incluindo os aparelhos que contarão com a plataforma Windows, da Microsoft.

O negócio permitirá à Nokia reduzir custos anuais com pesquisa e desenvolvimento em 1 bilhão de euros, ou 18 por cento, até 2013, cifra que atingiu 5,65 bilhões de euros no ano passado.

A Nokia já havia anunciado em fevereiro que passaria a utilizar o Windows em vez de sua plataforma própria. A participação de mercado em smartphones tem diminuído bruscamente nos últimos anos, perdendo espaço para a Apple, entre outras fabricantes.

A companhia informou que a maior parte das 4 mil demissões ocorrerá na Finlândia, Dinamarca e Grã-Bretanha, sendo que os trabalhadores continuarão sendo pagos até o final deste ano. Na Finlândia, onde a Nokia está sediada, serão eliminados 1.400 postos.

(Por Tarmo Virki)